sexta-feira, 28 de agosto de 2020

No FAP, funciona? Não...

 


O que começou com uma brincadeira, rapidamente se tornou num movimento, com milhares de seguidores. NoFap, agora até é uma marca registada. Inicialmente o intuito passava, por dizer, que a pornografia, nos rouba muitas horas da nossa preciosa vida. Um tipo que se masturbe uma vez por dia, que demore 10 minutos a escolher os vídeos, ao fim do ano, perde mais que um dia da sua vida a ver pixeis com mamas.

No entanto, parece que tudo descambou, quando alguns, começaram a relatar que sentiam quase como super poderes, seja, maior felicidade, mais energia, mais confiança, depois de vários dias, ou meses sem masturbação. 

Neste movimento, ninguém é realmente um cientista, baseiam-se apenas nas suas experiências pessoais.Em vez disso, são amadores entusiastas que aprenderam sobre dopamina e testosterona em pesquisas na Internet.

As muitas evidências que existem a favor do NoFap, são anedóticas. 


Um dos argumentos do movimento NoFap é que a pornografia causa disfunção eréctil. 
A disfunção eréctil começou apenas a ser estudada nas ultimas duas décadas, por ser um assunto taboo. Ela pode afectar jovens, mas as causas são normalmente efeitos de medicamentos, ansiedade , tabaco , drogas e obesidade. É normal na intimidade do teu quarto, estares á vontade para ver um video, e quando estas com uma pessoa real, a falta de experiência, ansiedade etc, podem comprometer o encontro, mas é uma questão de interligação com a outra pessoa, e não têm a ver com o fap.
https://www.healthline.com/health/nofap-benefits#research

Depois, e mais importante, actualmente não há evidências que sugiram que devemos culpar a pornografia;
O que existe são livros, escritos, por pessoas, com provas que podem ser facilmente refutadas á luz da ciência actual. Sejam cépticos, e não acreditem num artigo, só porque refere um estudo xpto. Existem vários estudos, mas foi numa revista cientifica conceituada? o Estudo pode ser refutável? Claro que sim.
Ver estudo aqui
NoFap parece repleta de pessoas que acreditam que a força de suas crenças é equivalente a evidências científicas. Pornografia não é um vicio igual á cocaína, ou tabaco, ver estudo.

Alias, estudos, indicam por outro lado que a masturbação, pode ser de facto algo, como natural. A masturbação na infância e adolescência é parte integrante do desenvolvimento sexual normal, e não traz riscos para a saúde. Ver estudo aqui
As vantagens são:
- Melhoras de Humor;
- Melhoras no sono;
- Alivio do stress e tensão;
-Alívio das cólicas menstruais
-Menor risco de câncer de próstata;

E não, estes estudos não são encomendados pela industria do porno! 
Efeitos negativos? Algumas pessoas, parecem insistir que a masturbação lhes faz mal, este estudo, indica apenas que os participantes relataram apenas pequenos, efeitos negativos, algo pouco significativo considerando o tamanho da amostra;

A pornografia pode ser um problema, quando é diagnosticada como, vício em pornografia. Por vicio entendemos um tipo que se masturba várias vezes ao dia, afectando a sua vida, profissional e pessoal.


A nofap, traz benefícios, libera mais tempo e pode eventualmente tornar o próximo orgasmo mais intenso é só.

Com este artigo, quero manifestar apenas a minha opinião baseadas numa serie de estudos recentes e revisões bibliográficas. Nada tenho contra o movimento NoFAP. Eu próprio, fiz parte, e durante 2 semanas, não senti nenhum efeito revelador, ou que melhorasse o meu estado, seja físico ou psicológico. 



Sem comentários:

Enviar um comentário